fbpx

Mais uma postagem politicamente incorreta pra pra você.

1- Vinhos exclusivos de um supermercado ou restaurante: por que, pra que e as diferenças de preço.

Conteúdo protegido. Quer uma cópia? Comente, compartilhe e me chame no WhatsApp.

O que você imaginar, personalizamos pra você.

Surpreenda no presente de casamento, bodas, aniversários. Clique na imagem e saiba mais no site do fabricante.

Vou usar o exemplo dos vinhos Dona Dominga, da chilena Viña Casa Silva e da Italiana Borgo Cipressi, que pertence à vinícola Sensi.

Vinho Tinto Chileno Doña Dominga Cabernet Sauvignon Old Vines ...
Borgo Cipressi Sangiovese - Italian Reds - Amatos Liquor Mart | Shop

“Supermercados e grandes varejistas podem ser ótimos lugares para se comprar vinhos para o dia a dia, para uma apreciação casual e informal. Mas, se você deseja uma seleção mais limitada e diferenciada para satisfazer sua voraz curiosidade, você provavelmente fará compras em uma loja especializada.”

Certo ou errado?
|R: ERRADO.

Todo mundo que compra em supermercados já se deparou com essa situação: não encontrar aquele rótulo que tanto o agrada em outra rede de supermercado ou num restaurante. Isso é simples de entender: nos casos dos restaurantes as importadoras não podem “queimar” o rótulo, ou seja, se o cliente ver o mesmo rótulo com o preço muito mais baixo num supermercado, vai pensar que está sendo enganado. Os preços de restaurantes e supermercados são diferentes por causa do “mark-up”, ou margem de lucro: os dos supermercados variam entre 40% a 70% e os dos restaurantes começam com 70% e é comum chegarem em 300%.

Qual é a solução?

Os supermercados importam os mesmos vinhos, mas com rótulos diferentes.

Então daqui pra frente você já sabe que aquele Dona Dominga de R$49,90 é o mesmo Casa Silva de R$ 120,00 e o Chianti Borgo Cipressi de R$ 59,90 é o mesmo Sensi Chianti Collezioni de R$ 150,00 da carta de vinhos do restaurante.

Mas isso não explica porque só encontro o Dona Dominga no Supermercado Zona Sul.

Isso acontece por outro motivo: o Zona Sul foi até a vinícola e comprou seus vinhos com rótulos diferentes dos importados pela importadora Vinhos do Mundo (http://www.vinhosdomundo.com.br), que vende exclusivamente para restaurantes. No caso do Borgo Cipressi e a linha Collezione, estes são importados pela mesma importadora, a SOLUTION iMPORT BRAZIL que vende os Collezione e demais linhas premium pra restaurantes, hotéis e lojas especializadas, e a linha Borgo para supermercados.

É claro que nem toda linha a vinícola vai rotular diferente para ser vendida em supermercado e o motivo é bem óbvio: o volume de produção dos grandes vinhos é bem menor, por isso não há como aumentar a oferta pra atender à demanda dos supermercados.

As exceções.

As exceções.

Como vimos, a maioria dos vinhos de categorias premium e super premium nunca serão encontrados nos supermercados, exceções são os de vinícolas grandes que podem atender a essa demanda. ex.: Concha y Toro, Ventiquero, Fundação Eugenio Almeida, Crasto, etc.. A grande exceção a todas as regras está no supermercado Super Prix do Rio de Janeiro, que vende vinhos da única importadora que não vende seus vinhos para nenhum outro segmento se não o de alta gastronomia e lojas especializadas de vinhos finos. Mas então como o Prix vende?  Bem, a SuperPrix foi apenas a primeira Rede a poder vender os vinhos da Mistral.

É a melhor importadora de vinhos do país pois só trabalha com a maioria das melhores vinícolas do mundo, e abriu algumas exceções para algumas redes de supermercados premium.

Então se quiser comprar um Angelica Zapata ou um Misterio pelo preço do site da importadora e não pelo preço quase extorsivo dos restaurantes, o Super Prix é o supermercado, as outras opções são: comprar na loja da Mistral na Pça. Santos. Dumont, 74 na Gávea. Procure a Sommelier Juliana lá.

O delivery do Super Prix te entrega em casa com uma pequena taxa. Consulte no delivery da loja mais próxima de casa. Se vc decidir comprar direto pela Internet visite o site. Pra ir no site da Mistral é só clicar aqui.

Atente-se pra essas dicas.

  • Consulte uma Lista de Vinhos Recomendados que você recebeu de um amigo ou num grupo do facebook/Whatsapp.
  • Telefone para um amigo que seja informado sobre vinhos (se o paladar de vocês dois for parecido).
  • Com o seu smartphone, escaneie o Código QR da garrafa (se houver um) para obter mais informações sobre o vinho que está pensando em colocar no carrinho.

Use aplicativos de vinhos como o VIVINO (explico melhor no curso GUIA DO COMPRADOR DE VINHOS).

Se todos parássemos de fingir que sabemos mais do que realmente entendemos e desistíssemos de ficar na defensiva com relação àquilo que não conhecemos, comprar vinho seria a simples troca que deveria ser.

Aprenda e boas compras.

5 e-books, 400 págs.

Saiba tudo sobre Vinhos

Quer falar sobre vinhos como um especialista?

De R$ 49,90 por R$ 4,90

Cupom expira em 01/02/2020:

Dias
Horas
Minutos
Segundos
A promoção acabou. Aguarde a próxima.
Shape
Shape

Gostou dessa postagem?

Explore as anteriores.

Não esqueça de deixar sua crítica, sugestão ou dúvida nos comentários. AJUDE O BLOG TORNANDO-SE MEMBRO OU CLICANDO EM UM ANÚNCIO.

12 respostas

    1. É sim. É tendência mundial entre o pessoal que quer melhorar o mundo derrubando o que já está pronto pra construir outro no lugar. Se você achou nojento, você é normal como eu. Como a maioria.

  1. Sem álcool em gel já estaríamos todos mortos, mas parece que algumas pessoas não entendem como é importante ouvir os especialistas.

  2. Para o brandy ser considerado Cognac, necess rio que as uvas tenham sido cultivadas, fermentadas e destiladas na Fran a, mais especificamente na regi o de Charente, ao norte de Bordeaux. l que est localizada a cidade de Cognac, que deu nome bebida.

    1. Não. Errado.
      O Conhaque originou-se na região de Cognac, próxima a costa leste, quando marinheiros franceses, precisando de espaço nos porões dos navios, resolveram destilar o vinho popular produzido ali. Do acondicionamento dessa bebida destilada em barricas de carvalho, surgiu a cor dourada, hoje típica do conhaque. A região não fica em Bordeaux, fica longe, bem ao norte do outro lado do Garona (Garonne).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Quer uma cópia do artigo? Me peça via WhatsApp. É grátis!