fbpx

Mais uma postagem politicamente incorreta pra pra você.

Camisas do Flamengo escritas por crianças de instituições de amparo à criança. Conheça as instituições.

Camisas desenhadas por crianças? O que há por trás dos números nas camisas do Flamengo.

Conteúdo protegido. Quer uma cópia? Comente, compartilhe e me chame no WhatsApp.

O que você imaginar, personalizamos pra você.

Surpreenda no presente de casamento, bodas, aniversários. Clique na imagem e saiba mais no site do fabricante.

Você também deve ter se perguntado sobre o porquê as camisas do Flamengo-RJ estão com os números diferentes. Eu já.

Já que as emissoras nada falam durante a transmissão dos jogos, eu decidi pesquisar pra esclarecer essa dúvida.

Os números das camisas realmente foram escritos por crianças?

Resposta: SIM. Por crianças de seis instituições de amparo à crianças.

Em 2019 foram apoiadas: Instituto Mundo Novo, Projeto Gramachinhos, Obra Social Dona Meca, Aldeias Infantis SOS, Lar, Luz e Amor, Casa de Apoio à Criança com Câncer de Santa Teresa.

Leia a nota oficial no site oficial do clube:

Assim como no Dia das Crianças de 2019, o Flamengo novamente entra em campo nesta noite com o Manto Sagrado diferente. As camisas de todos os atletas estarão com seus números nas costas desenhados por crianças, em ação que acontece logo mais, no jogo contra o Goiás, e também na quinta-feira (15), na partida contra o Red Bull Bragantino, e no domingo (18), no duelo contra o Corinthians.

Todas as crianças das oito organizações envolvidas nesta ação participaram, sendo 41 desenhos – número de atletas no elenco do futebol profissional rubro-negro – usados na personalização das camisas. Após os jogos, as camisas serão usadas como forma de captação de recurso, através de leilões ou rifas, que ajudarão a viabilizar os custos e as despesas de cada instituição.



As seis INSTITUIÇÕES apoiadas em 2019: 

Instituto Mundo Novo – Localizado na Baixada Fluminense, o Instituto Mundo Novo trabalha há 16 anos com crianças e jovens através de projetos de educação, cultura e capacitação profissional. O IMN atua também com as famílias, oferecendo cursos para qualificação e geração de renda, visando o alcance da autonomia e a confiança.

Projeto Gramachinhos – O Projeto Gramachinhos atua na área de erradicação da fome, na educação infantil e na assistência psicológica e material às famílias de catadores e residentes do aterro sanitário de Jardim Gramacho e seus arredores. Através de doações e voluntariado, o projeto distribui cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social.

Camisas 'Dia das Crianças' - Flamengo
Camisas de 2019

Camisas do Flamengo no jogo desta quarta marcaram ação em homenagem ao Dia das Crianças | Divulgação/Flamengo

Obra Social Dona Meca – Instituição de caráter filantrópico, que atende gratuitamente mais de 250 crianças com deficiência, oferecendo fisioterapia, terapia ocupacional, hidroterapia, fonoaudiologia, psicologia, psicomotricidade e atividades esportivas e culturais, de forma a garantir os direitos básicos à saúde e à alimentação das crianças. A OSDM também trabalha com as famílias, através de orientações, palestras, acompanhamento psicológico e tratamentos alternativos como shiatsu, acupuntura e orientações sobre direitos sociais e benefícios.

Aldeias Infantis SOS – Organização humanitária global de promoção ao desenvolvimento social, que trabalha desde 1949 na defesa, garantia e promoção dos direitos de crianças, adolescentes e jovens. No Brasil está presente em 10 estados e no DF, onde atua com atividades que geram impactos positivos para mais de 11 mil pessoas por meio de projetos de educação, esporte, lazer, geração de renda e empregabilidade, com foco na quebra do ciclo da pobreza, e violência.

Lar, Luz e Amor – Entidade sem fins lucrativos, que atua na área sócio-jurídica, amparando crianças com idade entre 1 e 4 anos, das comunidades da Zona Norte do Rio de Janeiro. A instituição ampara crianças, oferecendo alimentação, estímulos para seu desenvolvimento, segurança e carinho.

Casa de Apoio à Criança com Câncer de Santa Teresa – Trabalhando com crianças pacientes de câncer, a organização oferece, gratuitamente, hospedagem, alimentação, transporte para os hospitais, suporte psicossocial e atividades recreativas aos pequenos pacientes. Às famílias são disponibilizados cursos profissionalizantes e apoio com alimentação. A instituição recebe uma média de 80 famílias, ao mês, vindas de diversos locais do país.

Oito Instituições apoiadas em 2020.

Flamengo entra em campo nesta terça-feira com Manto especial em ação de Dia  das Crianças - Flamengo
Camisa de Felipe Luis, 2020.

Raiz da Bola (Ladeira dos Tabajaras, Rio de Janeiro)Projeto social que atua com crianças e adolescentes, de 5 a 18 anos de idade, trabalhando com o esporte como ferramenta de transformação social. Ao todo, atendem cerca de 200 jovens.
Lar da Criança Feliz (Itajaí, Santa Catarina)Instituição que oferece acolhimento provisório para crianças e adolescentes afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de abrigo, em função de abandono, ou cujas famílias ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção, até que seja viabilizado o retorno ao convívio com a família de origem ou, na sua impossibilidade, encaminhamento para família substituta.
Craques da Vida (Vila Aliança, Rio de Janeiro)Com 23 anos de existência, a ONG Craques da Vida atende mais de 100 jovens, entre 4 e 18 anos de idade da Vila Aliança, que detém um dos piores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Rio de Janeiro. Através do futebol, trabalham a autoestima dos jovens e lutam contra a desigualdade social.
Parque Dom Bosco (Itajaí, Santa Catarina)Atende 800 crianças e jovens de contextos vulneráveis com a prática de esporte (futebol, vôlei, basquete e atletismo) e ensino técnico para qualificação profissional no contraturno escolar.
Projeto Acolher (Morro do Cantagalo, Rio de Janeiro)Oferece reforço escolar e prática esportiva para as crianças e jovens da comunidade. A missão do projeto é promover, de forma contínua e permanente, a inclusão social, através do esporte e da educação de crianças que residam em comunidades carentes, compartilhando a visão de uma sociedade mais justa e fraterna, que permita o progresso pessoal e profissional das futuras gerações.
Primeira Chance (Complexo da Coruja, São Gonçalo)Projeto social que trabalha com educação, artes e esportes para crianças de 7 a 14 anos.
Casa de Acolhimento Ana Caroline Tenório (Araguaína, Tocantins)Acolhe crianças e adolescentes até os 18 anos, que vivem em situação de risco ou de vulnerabilidade social e aguardam o retorno para suas casas em segurança ou adoção.
Associação Lar do Neném (Recife, Pernambuco)Acolhe, temporariamente, bebês de até 3 anos, em situação de grave risco social ou abandono, promovendo sua proteção integral, facilitando sua reintegração familiar e comunitária, ou quando inviável, sua colocação, por adoção, em família substituta.

Mas o dia das crianças já passou, por que continuam usando as camisas?

A campanha vai durar até o fim do mês de outubro, como o Flamengo joga mais partidas esse ano, mais dinheiro será arrecadado.


5 e-books, 400 págs.

Saiba tudo sobre Vinhos

Quer falar sobre vinhos como um especialista?

De R$ 49,90 por R$ 4,90

Cupom expira em 01/02/2020:

Dias
Horas
Minutos
Segundos
A promoção acabou. Aguarde a próxima.
Shape
Shape

Gostou dessa postagem?

Explore as anteriores.

Não esqueça de deixar sua crítica, sugestão ou dúvida nos comentários. AJUDE O BLOG TORNANDO-SE MEMBRO OU CLICANDO EM UM ANÚNCIO.

12 respostas

    1. É sim. É tendência mundial entre o pessoal que quer melhorar o mundo derrubando o que já está pronto pra construir outro no lugar. Se você achou nojento, você é normal como eu. Como a maioria.

  1. Sem álcool em gel já estaríamos todos mortos, mas parece que algumas pessoas não entendem como é importante ouvir os especialistas.

  2. Para o brandy ser considerado Cognac, necess rio que as uvas tenham sido cultivadas, fermentadas e destiladas na Fran a, mais especificamente na regi o de Charente, ao norte de Bordeaux. l que est localizada a cidade de Cognac, que deu nome bebida.

    1. Não. Errado.
      O Conhaque originou-se na região de Cognac, próxima a costa leste, quando marinheiros franceses, precisando de espaço nos porões dos navios, resolveram destilar o vinho popular produzido ali. Do acondicionamento dessa bebida destilada em barricas de carvalho, surgiu a cor dourada, hoje típica do conhaque. A região não fica em Bordeaux, fica longe, bem ao norte do outro lado do Garona (Garonne).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Quer uma cópia do artigo? Me peça via WhatsApp. É grátis!