fbpx

Mais uma postagem politicamente incorreta pra pra você.

Cloroquina: a grande imprensa começa o seu ‘mea culpa’ e dá voz a especialistas que confirmam sua eficácia.

Conteúdo protegido. Quer uma cópia? Comente, compartilhe e me chame no WhatsApp.

O que você imaginar, personalizamos pra você.

Surpreenda no presente de casamento, bodas, aniversários. Clique na imagem e saiba mais no site do fabricante.

Defendida pelo governo, a intervenção em fase inicial, que inclui a cloroquina, cresceu com a criação de um grupo de apoiadores do novo protocolo

Leia mais em: https://veja.abril.com.br/saude/cresce-a-ideia-de-tratamento-precoce-contra-a-covid-19/

Revista VEJA abandona a luta ideológica, faz vídeo com um grupo” com nomes de peso e sai em defesa da cloroquina contra Covid-19″ no YouTube.

Conheça o curso de vinhos mais completo da Internet

Capítulos da guerra ideológica.

Madonna postou vídeo de médica defendendo o uso precoce do medicamento e teve sua postagem retirada do ar.

Madonna faz postagem defendendo uso da cloroquina e é censurada pelo Instagram


Pai de Guilherme Boulos

Debate Pai do Boulous vs Virologista sobre cloroquina.

O Pai de Guilherme Boulos disse na entrevista que a cloroquina matava… Descobriram na net uma entrevista dele com Drauzio Varela anos atras dizendo que a Cloroquina nao tinha nenhum efeito colateral e ele ainda indicou dose maior do que a recomendada.

https://drauziovarella.uol.com.br/entrevistas-2/malaria-entrevista/amp/?__twitter_impression=true


Rodrigo Rodrigues, apresentador do SporTV, um dos que mais zombavam da Cloroquina, morreu por se recusar a usar o medicamento.

Morre Rodrigo Rodrigues, apresentador do SporTV, em decorrência de complicações da covid-19 https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2020/07/28/morre-apresentador-do-sportv-rodrigo-rodrigues-aos-45-anos.htm

Os negacionistas ideológicos saíram em sua defesa:


Alfredo Sirkis, mais um opositor ferrenho do medicamento, morre de Covid-19.

Olavo de Carvalho não deixou por menos e ironizou.


Pra não esquecer.

Fonte das imagens: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/05/22/estudo-hidroxicloroquina.htm


Pra finalizar, leia essa postagem do site conservador BRASIL SEM MEDO.

https://brasilsemmedo.com/cientistas-publicam-carta-aberta-ao-ministro-da-saude/

Descartar um tratamento com baixo risco e com potencial para salvar muitas vidas, mesmo que possa até não funcionar, dar empate, é uma atitude moralmente inadmissível! E, por que não, cruel.

Argumentos sobre a não cientificidade do uso de HCQ + AZT, ou, que devemos usá-las somente após ser declarado esse um consenso científico ignoram o que é ciência, como se constroem consensos científicos, sua efetividade em muitos casos, é verdade, mas, outrossim, suas inegáveis limitações, em outros.

Seria muito bom conhecer mais, se tempo tivéssemos, mas os dados disponíveis atualmente clamam com veemência pelo uso da cloroquina, e já!

E quais seriam estes dados?

A favor da HCQ + AZT temos:

A cloroquina já é usada há décadas, conhecemos as dosagens, as suas contraindicações.
Africanos a tomam todos os dias, e missionários na África são aconselhados a tomar doses diárias. Muitas vidas na África talvez sejam salvas por essa “feliz coincidência”.
Não há relatos científicos de muitas mortes ou sérios efeitos colaterais pelo uso da HCT.
Vários estudos fervilham no Brasil e no mundo mostrando sua eficácia. A Prevent os tem aplicado preventivamente em centenas de seus pacientes idosos, com muito sucesso.Uma pesquisa na literatura científica (sciFinder e outros) sobre a HCT retorna muitos registros de seu efeito antiviral, inclusive no tratamento de zika.
Um dos maiores especialistas em epidemias no Brasil, entre eles um pesquisador sênior e altamente produtivo e respeitado, o Dr. Paolo Zanotto, aconselha fortemente seu uso.
O pior efeito colateral é a morte, e este efeito colateral ronda milhares no Brasil pelo não uso da HCQ+ AZT!
Vários médicos têm feito uso próprio da HCQ + AZT, em casos “brandos”, inclusive o coordenador da equipe de Governador Dória em SP, o Dr. David Uip. Por que para ele pode, e para o povo, não pode? Um amigo meu, biólogo e cientista, consultou seu médico, tomou e sarou, em poucos dias.

Contra temos:

A falta de consenso científico.
Ou seja: é uma goleada cientifica de 7 x 1 a favor da cloroquina ou da dupla HCQ+ AZT.

Caro Ministro, ciência é o pesar das evidências que temos, aqui e agora. É agir hoje, com coragem e esperança.

Errar é humano, mas errar por esperar consenso científico é isenção hedionda, pois o inimigo já derrubou as nossas muralhas e está a ceifar as vidas de nossas mulheres e filhos.

Há relatos de pobres morrendo clamando pela cloroquina! Pois os ricos e poderosos, como o Dr. Uip, estão sendo todos tratados por seus médicos particulares com HCQ + AZT, e, por um motivo qualquer que ainda me é obscuro, negando-se a revelar a receita da cura. Médicos não abandonam seus pacientes, e também não lhes negam a receita!

Mas ainda há tempo e esperança. E, Senhor Ministro, estou certo de que tomará a decisão correta.

Não corra o risco de ter sobre vossa consciência o peso da morte de centenas ou milhares de pessoas que poderão morrer sem sequer ter a chance de testar a terapia. Seja corajoso, seja científico! Autorize o uso da ciência que temos aqui e agora, a ciência de hoje!

Ministro: se errar, erre tentando, empatando! Mas se acertar, acerte ganhando, salvando vidas!


Tire suas próprias conclusões.

5 e-books, 400 págs.

Saiba tudo sobre Vinhos

Quer falar sobre vinhos como um especialista?

De R$ 49,90 por R$ 4,90

Cupom expira em 01/02/2020:

Dias
Horas
Minutos
Segundos
A promoção acabou. Aguarde a próxima.
Shape
Shape

Gostou dessa postagem?

Explore as anteriores.

Não esqueça de deixar sua crítica, sugestão ou dúvida nos comentários. AJUDE O BLOG TORNANDO-SE MEMBRO OU CLICANDO EM UM ANÚNCIO.

12 respostas

    1. É sim. É tendência mundial entre o pessoal que quer melhorar o mundo derrubando o que já está pronto pra construir outro no lugar. Se você achou nojento, você é normal como eu. Como a maioria.

  1. Sem álcool em gel já estaríamos todos mortos, mas parece que algumas pessoas não entendem como é importante ouvir os especialistas.

  2. Para o brandy ser considerado Cognac, necess rio que as uvas tenham sido cultivadas, fermentadas e destiladas na Fran a, mais especificamente na regi o de Charente, ao norte de Bordeaux. l que est localizada a cidade de Cognac, que deu nome bebida.

    1. Não. Errado.
      O Conhaque originou-se na região de Cognac, próxima a costa leste, quando marinheiros franceses, precisando de espaço nos porões dos navios, resolveram destilar o vinho popular produzido ali. Do acondicionamento dessa bebida destilada em barricas de carvalho, surgiu a cor dourada, hoje típica do conhaque. A região não fica em Bordeaux, fica longe, bem ao norte do outro lado do Garona (Garonne).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Quer uma cópia do artigo? Me peça via WhatsApp. É grátis!