fbpx

Mais uma postagem politicamente incorreta pra pra você.

Conheça a Pinot Blanc, a uva mais confundida do mundo.

Conteúdo protegido. Quer uma cópia? Comente, compartilhe e me chame no WhatsApp.

O que você imaginar, personalizamos pra você.

Surpreenda no presente de casamento, bodas, aniversários. Clique na imagem e saiba mais no site do fabricante.

A uva é confundida com a Chardonnay e a Auxerrois. As características dos vinhos são realmente parecidas, apesar da acidez mais branda e ter menos corpo – nesses quesitos ela é idêntica à Auxerrois. Na videira ela tem o tamanho da Chardonnay e é um pouco menor que a Auxerrois. A Pinot Blanc é conhecida em outros países pelo nome Chenin Blanc.

Amadurecimento em barrica: enquanto a Chardonnay é a mais usada no mundo pra elaborar vinhos barricados, pra Pinot Blanc ser utilizada é necessário que o enólogo faça um vinho mais encorpado/estruturado/concentrado.

Envelhecimento em garrafa: enquanto a Chardonnay envelhece bem a Pinot Blanc faz vinhos para serem consumidos jovens, com exceção dos mais concentrados, aliás, essa exceção vale para todas as uvas.

Na década de 1980, a Pinot Blanc adquiriu glamour extra em certas regiões, principalmente no nordeste da Itália, porque era confundida com Chardonnay. A África do Sul teve seus próprios problemas quando a grande maioria das primeiras videiras que se pensava ser Chardonnay provou ser Auxerrois – e apenas as importadas ilegalmente, evitando o processo oficial de quarentena – poderiam ser realmente vendidas como Chardonnay, de maneira incriminatória. A Pinot Blanc – frequentemente misturada com Auxerrois e chamado Clevner ou Klevner – faz o branco cotidiano da Alsácia (o mais simples, mais barato), embora não seja plantado tão amplamente quanto as variedades mais ‘nobres’ nas regiões vinícolas francesas mais germânicas já citadas acima. Os melhores exemplos têm o tipo de perfume esfumaçado comum a praticamente todos os brancos da Alsácia.

O vigor da planta e a tendência à brotação precoce e maturação tardia tornam essa variedade mais adequada para cultivo em climas quentes do que outras viníferas. Outra característica que favorece ‘Chenin Blanc’ em climas quentes é a tendência à alta acidez dos vinhos produzidos com essa uva.

Como, nessas condições, os vinhos tendem a ser mais neutros, a alta acidez de ‘Chenin Blanc’ tem como resultado um vinho mais equilibrado. A planta cresce bem em vários tipos de solo, se mostrando vigorosa tanto em solos argilosos como em arenosos.

Harmonização:

Queijos como minas frescal, coalho, ricota, muçarela de leite de vaca ou de búfala ou a pasta mole do brie se dá muito bem com um vinho de Pinot Blanc mais jovem. Além disso, se o queijo for mais azedo, escolha um vinho com maior acidez para equilibrar com a acidez do queijo. Se encontrar um Pinot Blanc barricado pode combiná-lo com saladas com folhas verdes, queijo curado, como o parmesão e toques de frutas secas oleosas, como amêndoas, nozes ou avelãs, além de aves com molhos (a maioria contém curry). Peixes e frutos do mar são a harmonização perfeita, mas você pode aproveitar todas as nuances de um Pinot Blanc com massas de todos os tipos, principalmente pizzas.

Harmonização perfeita: Flammkuchen, a pizza da Alsácia.

Especialidade da região no leste da França, muito popular na vizinha Alemanha, tem massa bem mais fina que a da prima italiana. Cobertura clássica consiste em crème fraîche, bacon e cebola. Aprenda a receita.

Trecho do e-book Alsácia do curso DE LEIGO A ESPECIALISTA, onde falo em detalhes sobre todas as uvas viníferas da região, suas harmonizações e métodos de produção.

5 e-books, 400 págs.

Saiba tudo sobre Vinhos

Quer falar sobre vinhos como um especialista?

De R$ 49,90 por R$ 4,90

Cupom expira em 01/02/2020:

Dias
Horas
Minutos
Segundos
A promoção acabou. Aguarde a próxima.
Shape
Shape

Gostou dessa postagem?

Explore as anteriores.

Não esqueça de deixar sua crítica, sugestão ou dúvida nos comentários. AJUDE O BLOG TORNANDO-SE MEMBRO OU CLICANDO EM UM ANÚNCIO.

12 respostas

    1. É sim. É tendência mundial entre o pessoal que quer melhorar o mundo derrubando o que já está pronto pra construir outro no lugar. Se você achou nojento, você é normal como eu. Como a maioria.

  1. Sem álcool em gel já estaríamos todos mortos, mas parece que algumas pessoas não entendem como é importante ouvir os especialistas.

  2. Para o brandy ser considerado Cognac, necess rio que as uvas tenham sido cultivadas, fermentadas e destiladas na Fran a, mais especificamente na regi o de Charente, ao norte de Bordeaux. l que est localizada a cidade de Cognac, que deu nome bebida.

    1. Não. Errado.
      O Conhaque originou-se na região de Cognac, próxima a costa leste, quando marinheiros franceses, precisando de espaço nos porões dos navios, resolveram destilar o vinho popular produzido ali. Do acondicionamento dessa bebida destilada em barricas de carvalho, surgiu a cor dourada, hoje típica do conhaque. A região não fica em Bordeaux, fica longe, bem ao norte do outro lado do Garona (Garonne).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
error: Quer uma cópia do artigo? Me peça via WhatsApp. É grátis!